Home
Home
 
 
Notícias Geral

05-06-2012Encontros no Naval - Pedro Amaral Frazão e a Missão da Marinha


Como vem sucedendo nos primeiros sábados de cada mês, realizou-se na Quinta Calaça, no passado dia 2 de Junho, mais uma edição dos “Encontros no Naval”, bem como, no âmbito do programa “Um mês, Uma exposição”, a abertura de “A Vela Adaptada no CNF”.

A exposição conta a génese da prática da vela adaptada no Naval, isto é, o início da modalidade na Madeira. Para além de factos documentais, estão expostas uma série de fotografias alusivas à sua prática, tendo a inauguração sido marcada pela presença de Pedro Amaral Frazão, Comandante da Zona Marítima da Madeira, e Maurília Cró, técnica da Direcção Regional de Educação Especial e Reabilitação, uma das responsáveis pelo desafio colocado, há 12 anos, ao Naval na abertura da secção.

Depois da exposição, seguiu-se então o “Encontro”, em que Pedro Amaral Frazão abordou a “Missão da Marinha/Autoridade Marítima Nacional na RAM”, tema para o qual está amplamente habilitado pelas funções que desempenha: Capitão do Porto do Funchal e do Porto Santo, Comandante da Zona Marítima da Madeira e Comandante da Polícia Marítima da Madeira.

Perante uma assembleia de cerca de uma quinzena de pessoas, Pedro Amaral Frazão falou sobre a estrutura da Marinha na RAM, abordando precisamente as diversas funções que acumula. Depois proporcionou uma visita fotográfica às instalações de todo o dispositivo, descrevendo as tarefas e missões que a Marinha tem na RAM, nas mais variadas frentes, tais como registo e controlo de todas as embarcações e navios, competências nas áreas de busca e salvamento marítimo e no controlo de incidentes ambientas, competências no mar territorial (12 MN), na vasta área da Zona Económica Exclusiva (200 MN).

Frazão falou ainda do número de efectivos navais ao seu dispor, bem como dos meios humanos e competências no que diz respeito à ligação com entidades homólogas de outros países, como foi o caso da coordenação do Raid Marrocos-Madeira, Madeira-Canárias em Mota de Água, e na coordenação da travessia Madeira-Selvagens do velejador João Rodrigues no ano passado.

No final, Joaquim Barata da Silva, Comodoro do CNF, convidou um experiente marinheiro e sócio navalista, o Sr. Vítor Caires, a entregar uma cresta com placa alusiva ao evento e, em forma de agradecimento à Marinha Portuguesa, o Eng. Bernardo Ferreira, Vogal da Direcção, entregou o astrolábio ao 1º Tenente Rui Terra, Comandante do Navio Patrulha.








































 
Imprimir | 
© 2007 Clube Naval do Funchal - Todos os direitos reservados - Developed by Alencastre.net - Powered by Dynamicweb CMS