Home
Home
 
 
Destaques

15-05-2012VELA - Campeonato Nacional Classe Access já mexe


O Clube Naval do Funchal apresentou segunda-feira, numa conferência de imprensa muito concorrida, o Campeonato Nacional da Classe Access, que terá lugar na baía da capital madeirense, entre os dias 7 e 9 de Junho. Para além de um “batalhão” de jornalistas e vários praticantes de vela adaptada, realce para a presença de Jaime Freitas, Secretário Regional de Educação e Recursos Humanos, e Jorge Carvalho, Director Regional da Juventude e Deporto.

Será a primeira que um Campeonato Nacional desta classe será realizado na Madeira, perspectivando-se mesmo um número recorde de participantes em provas do género. «Temos previsto a presença de 20 velejadores, um número muito bom, tendo em conta a média de 17 embarcações em provas nacionais. Deste modo, poderemos ter uma participação recorde numa modalidade que está a dar os primeiros passos em Portugal», vislumbrou António Cunha, responsável do CNF pelo desporto adaptado, destacando a presença na frota de Pedro Reis, Campeão da Europa.

Os 20 participantes representarão os emblemas do Clube Naval do Funchal, Clube Naval de Cascais, Clube Naval Povoense, Escola Nacional de Vela Adaptada e Clube Naval de Viana do Castelo, mas não há hipótese ainda se inscreverem velejadores do Clube de Vela Atlântico, Ginásio Clube Naval de Faro e Associação Naval do Guadiana.

A competição terá lugar entre os dias 7 e 9 de Junho, estando previstas 9 regatas no programa, sendo obrigatória a realização de 4 para homologação de uma prova que poderá servir de apuramento para o Campeonato da Europa de 2013, a ter lugar na Suíça. «O ponto de honra da organização será a segurança, tal como sucedeu no Europeu de RS:X, e espero que as pessoas venham divertir-se e desfrutar do nosso melhor parque desportivo, que é o mar», concluiu Cunha.

Pioneiro na vela adaptada na Região

Mafalda Freitas agradeceu às diversas entidades públicas e privadas que contribuíram para colocar de pé o evento. «Só com o contributo de todos conseguimos realizar pela primeira vez um Campeonato Nacional desta classe na Madeira», sublinhou a Presidente do CNF, recordando que a vela adaptada começou em Portugal há cerca de 15 anos e os Jogos Paralímpicos de 2008 marcaram a primeira presença da vela adaptada portuguesa, através de Bento Amaral e Luísa Silvano. «A vela adaptada veio para a Madeira por intermédio do Clube Naval em 2000 e desde então continua a ser o único clube na Região a dinamizar a modalidade. Procuramos sempre criar as condições mais adequadas à prática desta modalidade e em 2004, com o apoio de várias entidades públicas e privadas, entre as quais a Câmara Municipal do Funchal, adquirimos as primeiras 4 embarcações Access e em 2010 reforçámos a frota com mais 4. No ano em que completámos 60 anos, e apesar da crise económica que atravessamos, para nós é um orgulho podermos organizar este campeonato que terá por base o Posto Náutico de São Lázaro.»

Direito à prática desportiva garantida

Jaime Freitas elogiou o CNF por ter-se lançado à organização da prova na Madeira e não escondeu que gostaria de ter visto naquela conferência de imprensa Alexandre Miguel Mestre. «Contávamos ter nesta cerimónia a presença do Secretário de Estado do Desporto e Juventude mas, infelizmente, por razões que não nos foram convenientemente explicadas, esteve impossibilitado de cá estar, mas tenho a certeza que, se cá estivesse, estaria a contribuir para um evento que tem lugar na Madeira e vai engrandecer a modalidade. É por isso que colocamos todo o nosso empenho na realização deste campeonato», relevou o Secretário Regional, frisando que a atitude do Naval garante um dever consagrado na lei. «É com alegria que vejo aqui ser realizado o princípio de um direito de todos os cidadãos terem acesso à prática desportiva. É um direito de todos os cidadãos, não só de alguns, e o esforço que o CNF faz para concretizar o exercício deste direito por parte daqueles que gostam desta modalidade é louvável», elogiou, manifestando-se optimista. «Com o esforço de todos, vamos com certeza conseguir organizar este campeonato com sucesso. Independentemente dos resultados e de quem chegar à frente, já todos ganharam à partida só pelo simples facto de participarem. Mas competição é competição é competição, por isso que ganhe o melhor.»

Conferencia, exposição e muita animação

Acrescente-se que, a par do programa desportivo, no intuito de sensibilizar a população para a inclusão social, no âmbito do projeto comunitário Farol para a Vida, que tem proporcionado experiências na natação, canoagem e vela por toda a Madeira, realizar-se-á a conferência “Desporto Aquático Sem Limites”, no dia 8 de Junho, no Hotel Four Views Baía, com intervenções de Jaime Freitas e Charles Lindley (Presidente da Classe Access).

Estará patente ainda uma exposição com os desenhos do concurso criativo Farol para a Vida, em que participaram 11 Centros de Actividades Ocupacionais da Região e a Associação Portuguesa de Deficientes. Por fim, tal como sucedeu no Campeonato da Europa de Windsurf, o Naval pediu à Administração dos Portos para vedar o trânsito automóvel em São Lázaro nos dias do Campeonato Nacional, por forma a criar um espaço de animação e divulgação das iguarias da Madeira.

Imprimir | 
© 2007 Clube Naval do Funchal - Todos os direitos reservados - Developed by Alencastre.net - Powered by Dynamicweb CMS